sábado, 17 de dezembro de 2011



                   0 PODER DA ADORAÇÃO!!

É um grande privilegio, como País. Deus nos constituiu como Nação, para sermos um povo adorador. Ele nos deu um dom absolutamente sublime: A adoração ao Seu Nome e à Sua Pessoa, e neste dom há mais poder do que já descobrimos ou usamos ate agora.

Quando a Igreja de Cristo no Brasil descobrir quanto e quão tremendo é o poder que há na adoração, certamente o desafio de que está diante de nós: o de sermos a Nação que se levantará como “Plataforma de Adoração para o Mundo”, de nos tornarmos a Nação que irá “alavancar” a adoração ao Senhor em toda a Terra, poderá ser cumprido!
Adoração como Arma de Conquista
A adoração é arma de guerra mais poderosa que o Senhor concedeu à Sua Igreja!
pelo Espírito, pela Palavra, por revelação e por experiência que a adoração segue sendo a arma mais poderosa que Deus concedeu ao Seu povo, e não apenas de guerra, mas também de conquista!
quando entendemos que a restauração do tabernáculo de Davi, anunciada por Amós (cap. 9:11), diz respeito a restauração da adoração, descobrimos que não haverá conquista de Nações sem que a adoração seja ministrada na Terra assim como no Céu, como fez Davi em seus dias (veja o v.12 de Amós 9). Há poder na adoração para a conquista de Nações! Lamentavelmente, satanás parece saber disso mais que a Igreja. Não é para menos, pois, ele foi regente de adoração no Céu e conhece muito bem o poder da adoração. Nosso adversário sabe que a adoração, qualquer forma, tipo ou estilo de adoração, consciente ou inconsciente, verbalizada ou não, em gestos, atitudes ou palavras, com cânticos ou não, libera poder, e, este poder gera conquistas. Foi assim que ele conquistou poder na Terra.
A estratégia usada no Éden
Quando o diabo convenceu a Adão e Eva, no Jardim do Éden a quebrarem sua aliança com a Aba, aceitando a sugestão de comerem do único fruto que lhes fora “privado”, submetendo-se assim à sua vontade, ele ganhou poder sobre a criação. O que normalmente passa despercebido aos olhos de quem lê o texto (Gn. 3 : 1 - 7) é que a arma usada para o convencimento foi apenas a sedução.  A sedução visava levar Adão e Eva à sujeição, ou seja, à entrega de sua vontade para aceitação da vontade maligna em suas vidas. Portanto, se houve entrega da vontade humana para sujeição à proposta e conseqüentemente à vontade do inimigo, houve rendição. O homem se rendeu à sugestão, proposta e vontade do diabo, e isso nos permite ver que satanás ganhou poder sobre a Terra exatamente através da adoração, afinal, o principio régio da adoração é rendição. para adoração específica de prostrar-se para rendição completa de corpo, alma e espírito, entrega plena da vontade e do poder sobre a vida do que se rende. Você consegue ver o que se deu no Éden? Nosso inimigo, conhecedor do poder da adoração, convenceu o homem a render sua vontade e a autoridade sobre sua vida (o homem se faz servo daquele a quem se entrega ou se sujeita  – Rm. 6 : 16) e assim ganhou poder sobre a Terra que havia sido confiada ao homem. O diabo, portanto, ganhou poder pela adoração. Foi por isso que ele ofereceu poder sobre a Terra para o Senhor Jesus, em troca de adoração:
“Disse-lhe o diabo: Dar-te-ei toda esta autoridade e a glória destes reinos, porque ela me foi entregue, e a dou a quem eu quiser. Portanto, se prostrado me adorares, toda será tua.”(Lc. 4 : 6, 7 )
É como se satanás estivesse dizendo pra Jesus: Veja, ganhei poder sobre a Terra e seus reinos por meio de adoração e se você me adorar poderá ter este poder, pois a arma de conquista é a adoração.
O que o diabo não sabia, é que Jesus sabia que Sua fonte de poder não era a adoração enganadora, profana ou idolatra, mas sim a adoração santa. O que funcionou com o primeiro Adão não funcionaria com o segundo Adão, pois Este foi o mais perfeito adorador que já caminhou sobre este planeta e Sua fonte de poder é a adoração ao Único Deus Vivo e Verdadeiro

Se satanás conhecia os segredos e o poder da adoração por ter sido um adorador, Cristo Jesus muito mais, pois como Deus, Ele é o criador e o alvo de toda adoração e como homem foi perfeito adorador.  Jesus sabia que o diabo mente, que ele é o pai da mentira, que ele mentiu para Adão e Eva no Jardim e que, se a falsa, profana e distorcida adoração pôde gerar algum poder, a adoração santa muito mais! Aleluia!
Experiências Bíblicas
Alguns textos das Escrituras comprovam o poder da adoração. O livro dos Salmos, por exemplo, no capítulo 149, nos diz:
“Aleluia! Cantai ao Senhor um cântico novo e o seu louvor, na assembléia dos santos. Regozije-se Israel no seu Criador, exultem no seu Rei os filhos de Sião. Louvem-lhe o nome com flauta; cantem-lhe salmos com adufe e harpa. Porque o Senhor se agrada do seu povo e de salvação adorna os humildes. Exultem de glória os santos, no seu leito cantem de júbilo. Nos seus lábios estejam os altos louvores de Deus, nas suas mãos, espada de dois gumes, para exercer vingança entre as nações e castigo sobre os povos; para meter os seus reis em cadeias e os seus nobres, em grilhões de ferro; para executar contra eles a sentença escrita, o que será honra para todos os seus santos. Aleluia!”
Quantas verdades sobre o poder da adoração temos aqui!!!
A Palavra nos está declarando que:
Se houver louvor e cânticos novos na congregação dos Santos, se houver regozijo entre os filhos de Deus e se até os instrumentos ministrarem, o Senhor se agradará de Seu povo e liberará entre eles a Sua salvação.
Sim, há poder para a salvação de vidas liberado na adoração. Aleluia! Sim, nosso Deus libera Seu poder para a salvação no meio e através da adoração. Glória a Deus!
Se os santos do Senhor exultarem no seu Deus e até no leito cantarem de júbilo, se em todo o tempo os altos louvores de Adonai estiverem em seus lábios, porá espadas em suas mãos.
É exatamente isso. Deus nos dá armas espirituais enquanto adoramos! Não somos poucos os que já recebemos do Eterno, revelações e estratégias para as batalhas do cotidiano, em situações quando não sabíamos o que fazer nem conseguíamos orar corretamente, mas as obtivemos adorando.
Simplesmente a adoração proporcionou a proximidade, a comunhão com o Senhor, e na intimidade o Espírito Santo nos deu as armas e mostrou-nos como vencer. Aleluia!
Por meio da adoração, o Todo-Poderoso exercerá vingança e castigo entre as nações, colocando seus reis (principados) em cadeias e seus nobres (potestades) em grilhões de ferro, executando contra eles a sentença determinada (escrita).
Que tremendo! Espíritos malignos são encarcerados enquanto adoramos. Bendito seja o Senhor!
Temos constatado esta verdade em muitas oportunidades. Nosso Deus se move em meio à adoração e Seu poder é liberado para aprisionar nossos inimigos. Em ambientes de profunda adoração, estes espíritos nem mesmo conseguem permanecer. Quando tributamos ao Senhor a glória devida ao Seu nome, Sua força é liberada entre nós e os inimigos do nosso Deus não podem prevalecer (Sl. 29 : 1).
Há tanto poder de Deus na adoração que até mesmo honra nos cobre a vida enquanto ministramos, ou seja, a adorar ao Rei nos dignifica como cristãos. Louvado seja o Senhor!
Para citar outras passagens bíblicas, poderíamos acrescentar ainda:
A vitória de Josafá e os exércitos de Judá sobre Moabitas, Amonitas e Meunitas por meio da adoração. (2 Crô. 20)
A liberação do poder profético na adoração, reconhecido por Eliseu. ( 2 Re. 3 : 13 – 15)
O poder para abrir prisões liberado para Paulo e Silas enquanto adoravam. (Atos 16 : 19 – 26)
O poder de Deus para libertação de oprimidos fluindo a favor de Saul, na ministração de adoração de Davi. ( 1 Sm. 16 : 14 – 23 )

Para concluir, quero ainda enfocar o verso 2 do Salmo 8, que diz:
“Da boca de pequeninos e crianças de peito suscitaste força,...”
O que Jesus proclamou em Mateus 21 : 18, dizendo:
“...Da boca de pequeninos e crianças de peito tiraste perfeito louvor,...”
Nosso Senhor substitui a palavra força por louvor, exatamente pelo fato de saber que o Pai manifesta Seu poder, Sua força, onde houver o perfeito louvor. O perfeito louvor gera poder! Aleluia!
Veja o restante do versículo 2 do Salmo 8 e entenda o porquê e o para que o louvor libera o poder:
“... por causa dos teus adversários, para fazeres emudecer o inimigo e o vingador.” 

Isso nos revela que no meio da adoração, quando ela atinge o nível no qual nosso Deus espera e deve ser adorado, Ele manifesta Seu poder contra os Seus adversários e os faz calar. Se desejarmos ver nossas famílias, cidades e Nação libertas de nossos inimigos se desejamos ver nosso Deus obrigando nossos adversários a calarem-se, devemos aprofundar nossa adoração até o ponto em que o Altíssimo possa liberar Seu poder.
Alguém poderia perguntar: Que tipo de adoração é que tem poder?
De acordo com o Senhor Jesus e com Davi, é aquela que sai da boca de pequeninos e crianças que mamam, ou seja:
Adoração pura, sincera, verdadeira e simples como a de crianças inocentes.

Adoração dependente, que só visa Sua Presença, como bebês de peito que depende totalmente de suas mães e que só podem saciar-se em seu colo.
Conclusão:
É desejo de que nós, Seus filhos, Seu povo, Sua Igreja, Seu exército, aprendamos que na adoração há poder liberado; que usemos esta arma poderosa em todo o tempo e nas mais diversas situações. Temos apenas que lembrar, além de usá-la, para que esta seja eficaz, temos que nos tornar puros, sinceros, honestos, simples e dependentes D´Ele, como pequeninos e crianças que mamam e que não podem mais saciar-se com paliativos ou outra coisa qualquer, se não com Ele, em Sua santa, doce, suave e bendita Presença.

Um comentário:

  1. Olá, tudo bem???
    É maravilhoso saber que temos a total liberdade de adorar ao nosso DEUS todos os dias, ler a Bíblia aonde e quando desejarmos, manter comunhão com O SENHOR e não sermos perseguidos com pena de morte por isto...
    Infelizmente algumas pessoas não sabem aproveitar este privilégio, pois em muitos outros países só o fato de confessar ser de Cristo já é motivo para ser torturado e morto...
    Viva a Jesus Cristo, Nosso SENHOR e que saibamos apreciar cada vez mais nossa vida íntima com DEUS!

    http://blogmarinaferraz.blogspot.com/

    ResponderExcluir