sábado, 24 de novembro de 2012



A boca fala do que está cheio o coração.

Jesus em sua infinita sabedoria, falou de coisas que presenciamos nos dias de hoje, diariamente. A veracidade dessa Palavra nos choca: “Raça de víboras, como podeis falar coisas boas, sendo maus? Porque a boca fala do que está cheio o coração.” Mt 12-34. A Palavra de Deus é viva e eficaz. Hb 4-12. Ela nunca volta vazia, sempre retiramos um aprendizado dela.
Como podemos falar coisas boas, se nosso coração está cheio de ódio, ressentimentos, ira, amarguras? E como também podemos pensar coisas boas se esse mesmo coração está atolado de sentimentos malévolos.
Que tipo de alimento e de nutriente nós damos ao nosso coração? Podemos observar pessoas que só de olharmos para o seu rosto sabemos do que realmente está cheio o seu coração. Seu semblante é quase que violento, existe tristeza, infelicidade, ódio, rancor e uma série de outros sentimentos negativos que nem vale a pena listá-los.
A Palavra de Deus, aquela que nunca volta vazia e que é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração nos diz que: “O coração alegre aformoseia o rosto, mas com a tristeza do coração o espírito se abate.” Pv. 15-13. Dessa forma, podemos entender porque as pessoas, que guardam no coração dentro de si, deixam transparecer um arsenal de coisas ruins em seu rosto. Nosso espírito se abate, enfraquece-se, e damos brecha para que o inimigo de nossas almas invada o nosso coração e tente nos fazer mal. O rosto aformoseado é aquele que é formoso, que é belo, cândido, inocente, de formas e feições agradáveis e que está em harmonia. Seu coração nunca está abatido e consequentemente seu espírito se alegra. Quem está com seu coração abatido e cheio de ódios e ressentimentos nunca poderá pensar e muito menos falar coisas boas. Dessa maneira, atraímos o inferno para perto de nós. Fiquemos atentos a essas pessoas para que elas não consigam nos atingir com sua negatividade. Quando isso acontecer, pensemos em Jesus e ministremos a elas, o amor do Senhor através da Sua Palavra, aquela que é capaz de penetrar até o ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas e é apta                         para discernir os pensamentos e propósitos do coração, Hb 4-12 O caminho é Jesus todos os outros são becos que se transformam em labirintos que não tem saída. Ao Senhor honra e glória, agora e sempre!

Nenhum comentário:

Postar um comentário