sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012


Às vítimas da inveja...
    Acredito que já deve ter acontecido com todo mundo... Você conhece uma pessoa, e percebe o quanto são parecidas. Logo, viram super amigas. Daí basta você alcançar algo que queria tanto. Que as máscaras caem. Aquela "amiga" tão especial torce o nariz, mal fala com você, diz que você está se achando, ou até mesmo pior: elogia-te tanto, a ponto de te irritar e você percebe. Enfrentemos os fatos: você é foi mais uma vítima da inveja!   Este é só um dos inúmeros jeitos que a inveja se faz presente. Pode acontecer com alguém da mesma família, com alguém que você mal conhece... Mas o problema é que ela se alastra rapidamente. E como fica amarga a vida de uma pessoa que inveja a outra! Ela meio que parece não ter vida própria... Quer ser melhor que a outra a qualquer custo! Gente, que desperdício de vida... Está frase totalmente errada! Que muitos costumam disser
 A inveja dos outros em mim é o meu ibope!"  Na boa, essa pessoa não sabe o que está falando!    A inveja traz conseqüências horríveis, tanto para quem sente, quanto para quem é vítima!
   Acredite, não ache que você é demais porque alguém te inveja... Isso não é motivo de alegria!   Então, o que fazer com esta pessoa que te inveja?  Simples. Ore por ela.
   Gente, orar pelos nossos amigos verdadeiros, pelas pessoas que amamos é muito facil! Afinal, queremos dizer para Deus aqueles que nos fazem tão bem, para eles serem abençoados!

   Mas, orar por quem nos faz mal e fala mal de nós dizendo mentiras e calunias a nosso respeito é o desafio que todo Cristão deve seguir... Vá, sem medo, e diga para Deus o que essa pessoa tem feito com você. Ele saberá, melhor do que ninguém o que deve ser feito com ela!
   E não se chateie com a inveja alheia... Deus é o maior e melhor amigo que alguém pode ter. Ele não vai trair você. Nunca traiu e nunca, jamais vai trair. Se você tem Ele ao seu lado, não precisa temer nada nem ninguém.. Aqueles que estão à tua volta, verão a tua vitória...e serás glorioso.
O Senhor Disse: "Mil cairão ao teu lado, e dez mil a tua direita, mas não chegará a ti...Porquanto tão encarecidamente me amou, tambem eu o livrarei; pôr-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o Meu nome." (Salmo 91, 7-14)  Confie sua vida ao Senhor, e nada precisará temer!
- Salmos 94) “Ò Senhor Deus, a quem a vingança pertence, ó Deus, a quem a vingança pertence... mostra-te resplandecente." 
1 – Não entre no ringue. Diante da injúria, da calúnia e da perseguição, nossa natureza humana propõe revidar, se possível com agressões e difamações ainda maiores. O que não percebemos, neste processo, é que este tipo de postura nos nivela com nosso agressor, e o que é pior, corresponde exatamente ao que ele queria que fizéssemos. No momento em que revidamos, estamos aceitando a provocação, aceitando o convite pra entrar no ringue. Ficar calado pode evitar grandes precipitações, de que você pode se arrepender mais tarde. “A tempo de estar calado, e tempo de falar” (Eclesiastes 3:7).
2 – Não pare de fazer o seu melhor. Na maioria das vezes, o objetivo da calúnia é fazer você parar aquilo que está fazendo, parar de ser produtivo, para ficar gastando seu tempo em responder as agressões. A Bíblia conta que Sambalate, Tobias e Gesém, preocupados com a velocidade que Neemias reerguia os muros de Jerusalém, ameaçaram espalhar calúnias se não viesse ‘conversar’ com eles. Neemias apenas disse: “estou envolvido em uma grande obra, não posso descer até vocês”. Lembre que você tem mais o que fazer, deixe seu inimigo falando sozinho.
3 – Não invista tempo em quem não merece. Jesus foi bastante claro ao declarar que não devemos atirar nossas pérolas aos porcos. Seu tempo é precioso. Muitas vezes você não tem tempo nem de visitar as pessoas que você gosta um amigo que está no hospital, e vai gastar seu tempo logo com quem te detesta? Não permita que seu inimigo consiga roubar seu tempo.
4 – Não acumule ódio. Isso é para os fracos. Jesus disse para amarmos aos nossos inimigos, e orarmos por aqueles que nos perseguem. (Mateus 5:44). Evidente que Jesus não estava falando de ser “meloso” com quem não se importa com você. Trata-se, apenas, de não desejar o mal. Ore sempre pra que o seu inimigo seja feliz e encontre algo melhor pra fazer da própria vida do que pegar no seu pé.
5 – Se ficar por baixo, não se desespere. Algumas vezes, uma calúnia ou armadilha forjada por um inimigo seu, realmente tem poder de te prejudicar. Se isso acontecer, lembre que Deus ainda está contigo. Daniel, mesmo sendo justo e mesmo tendo a confiança do Rei, foi prejudicado por uma armadilha de seus inimigos, e foi parar na cova dos leões, mas saiu de lá sem nenhum arranhão. Você pode até ficar em uma cova, esquecido por algum tempo, mas quando sair de lá, será mais honrado que antes.
Certamente há muito mais que poderia ser dito, mas estes conselhos práticos que a Bíblia nos ensina, certamente farão toda a diferença ao lidar com invejosos no futuro.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Rei Davi 31/01/12 - Davi enfrenta Golias e livra Israel das mãos dos fil...

Davi Enfrenta e Vence o Gigante  no Livro I Sm. 17.43-49
Você sabia que o desafio de Davi a Golias, o gigante filisteu, pode representar a luta espiritual que o crente trava com o mundo, a carne e o diabo.
Numa cultura dominada pela guerra, o povo de Israel teve que lidar com seus inimigos. Enfrentá-los nem sempre foi tarefa fácil, principalmente quando preferiu confiar em seus próprios meios ao invés de depender de Deus.  Gigante filisteu - Golias - afrontou o povo de Deus. Quando Israel estava acuado pelo inimigo, apareceu o jovem Davi para enfrentar e vencer o gigante a confiança e fé de Davi servem de exemplo para todos os crentes no enfrentamento dos inimigos espirituais.

Golias era um “campeão” nas batalhas contra os inimigos dos filisteus. Por esse motivo, como era costume da época, era escolhido para representar seu povo em combates. Destacava-se pela grande estatura, aproximadamente 2,70 m, talvez apenas Saul se aproximasse dele em altura (I Sm. 10.23). Mesmo assim esse não se atreveu a responder a afronta daquele gigante, confiante em sua força e no seu equipamento (I Sm. 17.8-11). As tropas de Israel ficaram amedrontadas quando se aproximaram de Golias (I Sm. 17.24). O jovem Davi, ao contrário dos seus compatriotas, ficou indignado ao ver a ousadia do gigante, afrontando o exército de Israel. Ele se refere àquele que é considerado um herói para o inimigo como um “incircunciso filisteu” - associa-o aos adoradores de deuses falsos, feitos pelos homens, e desconhecedor do Deus Vivo e Verdadeiro (I Sm. 17.24-27). Eliabe, o irmão de Davi, ao invés de apóiá-lo, demonstra ressentimento. O receio de seu irmão é o de perder espaço para aquele seu irmão mais jovem. Esse costuma ser um medo com o qual aqueles que se encontra em posição de poder precisam conviver (I Sm. 17.28-30). Mesmo com a insatisfação de Eliabe, Davi é levado a Saul que é informado da disposição de Davi para enfrentar o gigante. A atitude resoluta de Davi partiu da sua certeza que a afronta de Golias não era apenas contra o povo de Israel, mas contra o Deus Todo Poderoso, o Senhor dos Exércitos (I Sm. 17.31-40).

Diante do pequeno Davi estava um Gigante, vestido com toda sua armadura (I Sm. 17.5-7). Ao ver a escolha representativa dos israelitas, Golias tomou tal opção como um insulto. Mas o filisteu não teve tempo sequer para tocar em Davi, pois fora abatido por uma pedra certeira, atirada da funda do jovem pastor (I Sm.17.49,50) Com o gigante prostrado por terra, Davi, seguindo os princípios de guerra, deveria concluir o trabalho, decapitando-o (I Sm. 17.50-24). As armas de Golias foram postas na tenda de Davi, como um troféu de guerra. Após a vitória, Davi recebeu de Saul o cumprimento da promessa, a filha como esposa. Davi passa a fazer parte da família real, fazendo uma aliança mais aproximada com Jonâtas, o príncipe herdeiro. Jônatas, desde cedo, reconheceu em Davi um homem vocacionado por Deus. Por isso, não mediu esforços para ajudá-lo, mesmo indo de encontro aos interesses egoístas de seu pai. Enfrentar gigantes é uma experiência intimidadora - lemos com entusiasmo o relato bíblico sobre a vitória de Davi, mas, no dia-a-dia, lutar contra os gigantes não é uma tarefa fácil; pelejar é uma experiência solitária - ninguém mais pode assumir o posto para o qual fomos chamados, cada um de nós precisa enfrentar os “golias” que se apresentam contra nós; confiar em Deus é uma necessidade - a menos que depositemos nossa fé em Deus, não conseguiremos ir muito longe, ficaremos aterrorizados pelo tamanho dos “gigantes”; e vencer traz conseqüências memoráveis - as vitórias do passado devem nos impulsionar para olhar com maior bravura para o futuro.
O crente também tem seus gigantes com os quais precisa lutar e vencer. Na verdade, cada um de nós, existencialmente, enfrenta seus próprios gigantes. De modo geral, podemos destacar três gigantes: o mundo, a carne e o diabo (Ef. 2.1-3). Para tanto, é preciso estar preparado, munido não com a armadura de Saul, mas com aquela provida por Deus (Ef. 6.10,11): 1) o mundo - a palavra “mundo”, no grego, é kosmos e no Novo Testamento se refere: a) ao planeta terra (At.17:24); b) a raça humana separada de Deus (Jo.14:17); c) as coisas terrenas, como bens, riquezas e prazeres (I Jo.2:15,16); d) o sistema de valores alienado de Deus, que orienta o pensamento dos homens em oposição a Ele (II Pe.2:20). É importante entendermos que o sistema deste mundo é resultado da influência da carne e do diabo sobre os corações dos homens; a carne - é a velha natureza que herdamos de Adão, uma natureza que se opõe a Deus e que não é capaz de fazer qualquer coisa espiritual para agradar a Deus. A natureza humana, agora contaminada, tornou-se escrava do pecado e, portanto, incapaz de agradar a Deus (Rm.8:6-8; I Co.2:14). Após a conversão passamos a conviver com duas forças antagônicas que lutam constantemente entre si: o Espírito Santo e a carne (Rm.7:14-25; Gl.5:17). Só será vitorioso neste conflito interior aquele que negar a si mesmo (Mt.16:24) e aprender a depender do Espírito Santo para mortificar a sua carne (Rm.6:3-6; Rm.8:12,13); 3) o diabo - também é conhecido por Satanás, palavra hebraica que significa “adversário”. A oposição do inimigo de Deus tem como finalidade estabelecer o seu reino em detrimento do reino de Deus. Ele dispõe de um exército de anjos caídos, mais conhecidos como demônios, para esta finalidade (Ap.12:7; Ef.6:12).
O exército de Israel intimidou-se com o tamanho de Golias. A presença do gigante apavorou o povo de Deus. Mas entre eles um mostrou-se ter uma fé maior que o tamanho de Golias. Davi creu na providência de Deus e na Sua aliança com Israel. Como fez Davi, também precisamos aprender a confiar no Senhor. Para vencer o mundo, a carne e o diabo, o segredo viver no Espírito de Deus. Diante de todas as adversidades da vida, não devamos dizer que o gigante é grande, mas dizer ao gigante que Deus é Grande. Essa é a lição que aprendemos com Davi.

sábado, 11 de fevereiro de 2012


Um Chamado André e Felipe
Não conhecem a promessa
Que o senhor Jesus me fez
Mas eu tenho a certeza
De que deus tem um chamado para mim
Ta difícil caminhar, mas eu sei
Que deus vai me ajudar
Se acaso eu cair, Jesus cristo vem me levantar
Ele chora quando eu choro , ele sente a minha dor
Mesmo assim eu continuo, sendo um adorador
Ele sabe o que eu consigo suportar,
O que eu posso alcançar,
Pois ele esta em mim, e além eu vou chegar.
Hoje vou receber minha vitória, sem a benção eu não vou sair daqui
Assim como Jacó segurou o anjo, vou segurar
Eu não vou parar, não vou desistir
E a minha benção eu vou conseguir.
E aqueles que pensaram que eu iria desistir
E ate lançaram pedras pra me atingir
Tentarão me ferir
Sangrar meu coração, matar os meus sonhos, tirar minha visão, e a minha comunhão
Mas, não desisto não me entrego sei que o meu deus sempre esta bem perto
Não me rendo, não me desespero
Sei que o meu milagre de mim esta bem perto.
Ele chora quando eu choro, ele sente a minha dor
Mesmo assim eu continuo sendo um adorador
Ele sabe o que eu consigo suportar,
O que eu posso alcançar,
Pois ele esta em mim, e além eu vou chegar.
Hoje vou receber minha vitória, sem a benção eu não vou sair daqui
Assim como Jacó segurou o anjo, vou segurar
Eu não vou parar, não vou desistir
E a minha benção eu vou conseguir.
E aqueles que pensaram que eu iria desistir
E ate lançaram pedras pra me atingir
Tentarão me ferir
Sangrar meu coração, matar os meus sonhos, tirar minha visão, e a minha comunhão
Mas, não desisto , não me entrego, sei que o meu deus sempre está bem perto
Não me rendo, não me desespero
Sei que o meu milagre de mim está bem perto.
Mas, não desisto , não me entrego, sei que o meu deus sempre está bem perto
Não me rendo, não me desespero
Sei que o meu milagre de mim está bem perto.
Mas, não desisto , não me entrego, sei que o meu deus sempre está bem perto
Não me rendo, não me desespero
Sei que o meu milagre de mim está bem perto

Na hora da angustia, Deus sempre estará com você
Quantas vezes nos sentimos sozinhos, angustiados e esquecidos pelos nossos amigos, parentes e por alguns momentos até os nossos irmãos em Cristo desaparecem! O que eu quero compartilhar com você é que mesmo nos momentos difíceis da vida, existe alguém que nunca nos deixa, Jesus !
Até o próprio Jesus foi abandonado por alguns apóstolos na hora da sua angustia ! Com medo de serem reconhecido pelos soldados romanos, preferiram estar longe na hora da crucificação. O que dizer daqueles que gritaram: Crucifica-o! Crucifica-o! Posso garantir que muitos daqueles que acusaram, em certos momentos foram abençoados com a sua palavra ou por um milagre. Imagine o soldado que perdeu a sua orelha e Jesus o abençoa com um milagre, colando a sua orelha, e este soldado teve que obedecer às ordens e prender Jesus. Como será que ele se sentiu prendendo alguém que fez o milagre que a medicina da época não poderia fazer!
Ora sabemos que muitos neste momento poderiam estar ao seu lado, mas Jesus não desistiu de você! Ele poderia ter escolhido não ter morrido naquela cruz, mas a sua oração foi
A VONTADE DE DEUS!
Eu não sei o que passa na sua vida, mas se a angustia bater no seu coração, lembre que você pode invocar o seu Deus nesta hora!
Salmos 50 v. 15 e invoca-me no dia da angustia, eu te livrarei, e tu me glorificarás.
Foi assim que Ana alcançou a benção de ter um Filho (I Sm 1); Foi assim que Moisés alcançou os milagres nas horas mais difíceis. Quantos alcançaram as suas bênçãos porque invocaram o Senhor? Lembro de um cego que gritava quando Jesus ia passando:
- Jesus Filho de Davi tem misericórdia de mim!
Ele foi curado, mesmo que algumas pessoas pediam para ele parar, o cego não desistiu! Não eram eles que estavam sentindo a sua angustia, mas ele é que estava cego! Por isso o grito de misericórdia era necessário. A vergonha de pedir auxílio a Jesus nunca pode estar em nossos corações.
Jairo também foi até Jesus quando mais precisava do milagre, na hora da angustia, a sua filha estava morrendo, quando estava pedindo misericórdia, recebe uma noticia: Não precisa mais, ela já morreu.
Em muitas das vezes você vai encontrar pessoas que querem incentivar a você desistir, mas não desista!
Jairo mesmo recebendo a noticia da morte de sua filha confiou em Jesus e alcançou a benção.
Não existe lugar de descanso no Mundo para a angustia se não for ao lado de Jesus, mesmo você tendo milhões e milhões de dólares, para a angustia da alma o dinheiro não resolve.
Ninguém quer se enfiar em nenhuma fornalha, quando três jovens foram jogados em uma fornalha eles não disseram que a fornalha era ótima, que ali eles estariam seguros, mas eles confiaram no seu Deus, o quarto homem apareceu no meio da fornalha. Eles passaram uma situação difícil, mas Jesus estava com eles. Por mais que passe o tempo, Jesus continua a ser o mesmo, ele não vai desamparar você! Ele estará contigo.
Salmos 46v. 1 Deus é o nosso refugio e fortaleza, socorro bem presente na angustia.
O Senhor nos proporciona alivio e força nos momentos difíceis, ele é o nosso refugio e fortaleza, uma proteção no dia da angustia, por isso não poderia existir um auxilio melhor que o próprio Senhor! Não chore porque amigos não estão ao seu lado, lembre do verdadeiro amigo, Jesus é o nosso amigo mais chegado que um irmão. Quando se sentir deixado de lado e abandonado pelos irmãos e amigos, lembre deste versículo, esta palavra precisa entrar em sua vida de maneira inesquecível:
Isaias 41 v. 10-11 - Não temas, pois eu sou contigo; não te assombres, pois Eu sou o teu Deus. Eu te fortalecerei, e te ajudarei, eu te sustentarei com a destra da minha justiça.
Quantos nos dias da angustia procuram a bebida vicio, os prazeres da vida, bruxaria, feitiçaria, cartomantes, búzios e por não adiantar alguns tiram a sua própria vida!
Pois perdem a esperança e acabam com a sua vida pensando que tudo vai se resolver!
 A esperança nunca morre para aqueles que estão em Cristo Jesus, pois Ele mesmo é a esperança do Cristão!
O apostolo Paulo deu um depoimento interessante:
II Corintios 12v. 10 Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injurias, nas necessidades, nas perseguições, nas angustias por amor de Cristo. Pois quando estou fraco, então é que sou forte.
Eu não sei se você já pensou que quando nos sentimos fracos, as nossas forças, sabedoria, riqueza perdem o valor diante do Senhor, por isso a dependência de Cristo se torna total de nossa parte, sendo assim, a nossa força perde o sentido e começamos a andar na força de Deus.
A nossa vida fica totalmente dependente de Cristo, por isso quando estou fraco passo a ser forte.
O Apostolo Paulo disse isto após um momento de angustia ! Depois de ter orado e pedir algo a Deus, mas a resposta de Deus foi que a graça já lhe bastava.
Concluímos que Cristo é a nossa esperança na hora da Angustia e que Ele nos Livra, alivia, protege, auxilia e nunca nos abandona.
Na angustia procuramos o Senhor, por isso ele estará conosco, pois a sua graça nos basta.